• Dra. Bianca De Franco

Mito X Verdade: Acne tem relação com alimentação?

Atualizado: 10 de Abr de 2020


Essa é uma pergunta muito comum nas consultas dos pacientes com acne. A resposta é sim! Atualmente sabemos que as glândulas sebáceas possuem receptores de hormônios como IGF-1, andrógenos e CRH. Alimentos gordurosos são digeridos em colesterol, que é usado para produção de diversos hormônios dentre eles estão os andrógenos como a testosterona. Após a ingestão de alimentos com alto índice glicêmico, ocorre liberação no sangue de insulina e IGF-1, e como vimos ele pode se ligar ao receptor e estimular a produção de sebo pelas glândulas sebáceas. Desse modo, por diferentes vias os alimentos podem causar aumento da oleosidade e piora da acne em horas ou dias.




Então quais alimentos evitar? Carboidratos com alto índice glicêmico como açúcares, doces, massas, pães, biscoitos, produtos industrializados, alimentos gordurosos, leite e derivados, fast-food...



Estes alimentos estão totalmente proibidos?

Calma! Tudo é uma questão de equilíbrio, para ser uma pessoa saudável não é necessário uma rotina saudável? Então, se o consumo desses alimentos não for a sua rotina, e sim uma exceção (no final de semana, naquela festa...), então ele não irá influenciar decisivamente no surgimento de oleosidade e acne.

Entretanto vale lembrar que cada caso deve ser avaliado individualmente, pois existem diferentes graus de acne de acordo com a intensidade/inflamação das lesões, a influência de outros fatores como genética e questões hormonais que podem estar associados ao surgimento e manutenção do quadro.


Lembrando que este post não substitui a consulta médica e tem caráter informativo.


#acne #alimentos #dermatologia #pele #alimentação #espinha #oleosidade #afdermato